terça-feira, 22 de junho de 2010

Conhecer para Sustentar – um debate sobre o nosso papel na sustentabilidade das cidades

Julianna Antunes
Quando escrevi aqui no blog sobre a Fundação Bunge, uma das ações citadas foi o projeto “Conhecer para Sustentar”, que diante da tragédia ocorrida em Santa Catarina em 2008, pesquisa a causa de eventos climáticos, procurando entender o que ocorreu na região e propondo ações que promovam o equilíbrio entre a ação e a natureza humana e soluções sustentáveis que minimizem os impactos sociais, ambientais e econômicos.
O resultado desse trabalho de pesquisa é de extrema relevância não apenas para Santa Catarina, mas para todo o país. Em parceria com entidades e diversos especialistas no assunto, foi gerado um kit, o “Conhecer para Sustentar: um novo olhar sobre o Vale do Itajaí”, composto por um livro, um documentário e propostas pedagógicas que, se levadas a sério por esferas governamentais, terceiro setor e sociedade, podem, e muito, fazer a diferença.
Basta imaginarmos como um estudo desses pode ser útil na prevenção de tragédias como a que assolou os estados do Rio de Janeiro e da Bahia há pouquíssimo tempo, devastando famílias e tirando vidas no Morro do Bumba, em Niterói e no Morro dos Prazeres, em Santa Teresa, sem contar as mais de trinta cidades baianas que declararam estado de emergência e os mais de 150 deslizamentos no estado.
Pois bem, de posse desse estudo, a Fundação Bunge quer agora multiplicar as informações e o conhecimento gerados. E eu, através do blog, tenho a missão de ajudá-la nesta empreitada. Para isso, gostaria de promover um debate junto aos leitores. Pergunto: nós, sociedade civil, cidadãos, o que podemos fazer para evitar as tragédias climáticas, e seus desdobramentos, que assolam as cidades brasileiras de tempos em tempos?
Como evitar que comunidades sejam levantadas em cima de lixões?
Como evitar que morros deslizem, que famílias inteiras fiquem desabrigadas ou mesmo que sejam dizimadas?
Será que a culpa é apenas na meteorologia ou da nossa falta de educação também?
O que é culpa do aquecimento global, o que é culpa do desmatamento, o que é culpa da nossa imprudência?
Levantei algumas questões, mas sei que o problema é muito mais complexo do que apenas não jogar lixo no chão para, assim, não entupir bueiros. E por isso gostaria de saber o que vocês pensam sobre assunto. É claro que esse é um debate que não tem prazo de validade e eu sempre estarei disposta a discutir propostas para melhorar a minha cidade, o meu estado, o meu país.
No entanto, como a Fundação Bunge vai premiar um leitor com um kit do “Conhecer para Sustentar”, as pessoas que participarem do debate deixando suas opiniões e/ou sugestões na caixa de comentários deste post até o dia 30 de junho estarão automaticamente concorrendo. E mais do que concorrer, estarão contribuindo para, juntos, fazermos deste país um lugar melhor.
Para conhecerem mais sobre o projeto Conhecer para Sustentar:
http://www.conhecerparasustentar.com.br

9 comentários:

  1. Fundação Bunge vai premiar um leitor com um kit do “Conhecer para Sustentar”, as pessoas que participarem do debate deixando suas opiniões e/ou sugestões na caixa de comentários deste post até o dia 30 de junho estarão automaticamente concorrendo. E mais do que concorrer, estarão contribuindo para, juntos, fazermos deste país um lugar melhor.
    Para conhecerem mais sobre o projeto Conhecer para Sustentar:
    http://www.conhecerparasustentar.com.br
    Participe!

    ResponderExcluir
  2. Olá Sil!!

    Maravilhos este movimento sustentável, infelizmente ainda estamos longe disso, mas há muitas pessoas já se movendo a favor destas questões e que possamos nós também nos incluir para esta mudança atual e fazer do nosso mundo melhor, pois assim estamos sufocados por tanta pedra e pó!! tanta poluição! Estou a favor de tudo isso!!
    Veja um post meu que falo sobre isso neste link:
    http://www.inspiraalma.com.br/confianca-no-melhor01.htm#cm6

    Um abraço,
    "Todo o Conhecimento é Luz que Inspira a Alma"-*Vera Luz*-

    ResponderExcluir
  3. Pequenos gestos de um cidadão mudarão o mundo quando todos juntos. Existem gestos tão simples que um cidadão com que se pode contribuir (os gastos da água, electricidade e consumo das energias não renováveis para a gerar, as deslocações de veículos motorizados, a separação dos resíduos....).

    Mas existe um nas pessoas um excesso de alarmismo demasiado grande para o que realmente se tem vindo a passar no mundo - tudo o que são causas sobrenaturais, levam esse problema para a poluição mundial.

    E para tal, meu entendimento disso, eu deixarei aqui um artigo que li faz tempos na internet, e outro link a complementar:

    "Phil Jones, director da Unidade de Investigação do Clima da Universidade de East Anglia, acaba de ser suspenso por causa da manipulação de dados climáticos.

    A Universidade de East Anglia, no Reino Unido, acaba de anunciar a suspensão de Phil Jones, o cientista que dirige a prestigiada Unidade de Investigação do Clima (CRU), até à conclusão de uma investigação independente sobre a manipulação de dados das temperaturas para exagerar o aquecimento global.

    O caso, conhecido por Climategate, envolve climatologistas britânicos e norte-americanos e foi descoberto por hackers que tiveram acesso a milhares de mails trocados entre aqueles cientistas desde 1996, estando a causar grande polémica entre a comunidade científica mundial.

    Muitos dos trabalhos de investigação do CRU foram usados pelo Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas (IPCC) da ONU como suporte para as negociações internacionais sobre o clima.

    O CRU é considerado um dos melhores centros de investigação do Mundo no campo do aquecimento global e os seus cientistas tiveram uma participação determinante no último relatório de avaliação do IPCC, que data de 2007.

    Esta polémica estalou nas vésperas da Cimeira de Copenhaga, onde vai ser negociado um acordo político que possa estabelecer um novo regime climático para 2013, quando caducar o Protocolo de Quioto. A megaconferência começa a 7 de Dezembro."

    In Expresso On Line

    http://aeiou.expresso.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=ex.stories/550438
    Leia esse artigo, que também foi publicado no jornal expresse aqui em portugal, onde o Prof.José Delgado Domingos (IST) dá a sua opinião...

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Cidadania é isso, trabalhar em benefício da todos. Isso é trabalho voluntário com amor. Seu blog está cada vez melhor. Abraços

    ResponderExcluir
  5. a fundação deveria promover debates e bolsas de estudos , esmolas junto com outras fundações
    responsáveis por manter o status de profissionais de baixa dinâmica crítica para continuar perpetuando desigualdades.

    lamentável.

    enquanto isso , .... nas escolas sem papel higiênico.........

    ResponderExcluir
  6. fundação bunge eu conheço !!!
    é aquela dos professores do brasil!!!!

    vixeeeeeeeeeee!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Excelente iniciativa da divulgação de um projeto relevante que busca tratar de questões importantes.
    Achei muito interessante a questão que levantasse sobre de quem é o problema... do aquecimento global, do desmatamento, ou da imprudência? Pois vejo muito se falar de problemas climáticos, quando há casas improvisadas sendo erguidas em áreas de risco.
    Vou refletir mais sobre a questão e retornarei ao teu post.
    Mais uma vez parabéns pela iniciativa.
    Beijos, Fernandez.

    ResponderExcluir
  8. Leia matéria em meu blog sobre as 10 principais causas do fracasso da educação do Município de Fortaleza/CE. SE GOSTAR DIVULGUE, SE QUISER PODE PUBLICAR. Talvez a realidade daqui seja igual a do seu Município. Acessar através de:

    www.valdecyalves.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Silvana,

    O desenvolvimento sustentável é algo pelo qual devemos lutar muito, pois é através dele que conseguiremos remediar muitas situações "insustentáveis"...

    As ONGs devem unir-se, pois se formos esperar por uma fomentação governamental, ficaremos esperando sentados...

    Parabéns pela matéria.

    Bjs.

    Rosana.

    ResponderExcluir